Categorias
SEO

10 recomendações de SEO para lojas virtuais

Você vende produtos online: sua prioridade é ser facilmente encontrado por seus clientes (ou possíveis clientes). Isso significa aparecer nas primeiras posições dos resultados do Google. Ter os melhores produtos, mas não ser visto pelas pessoas é desmerecer seu próprio trabalho.

O SEO pode ajudá-lo a não jogar seu tempo e esforço fora. O SEO alia o que o seu público busca ao que a sua loja oferece, tornando seu site relevante para o Google (e para seu cliente).

Eu sou especialista em SEO e, neste artigo, eu vou te apontar 10 elementos fundamentais para o SEO da sua loja virtual. Siga estes passos para rankear melhor e aumentar suas vendas.

Escreva descrições úteis e atraentes de produtos

Assim como os títulos atraentes, as descrições atraentes dos produtos têm um grande impacto na sua taxa de conversão. É por isso que você deve evitar usar as descrições dos produtos do fabricante. Crie descrições únicas e interessantes, utilize palavras-chave relevantes para tornar os produtos mais amigáveis ​​ao Google.

Mas, suas descrições também devem ser ÚTEIS. A técnica que une ambas as coisas é chamada de copywriting.

Se você vende um produto que outras lojas também vendem, mas suas descrições, imagens, títulos etc são iguais às outras, por que o Google iria valorizar a sua loja virtual?

Como escrever conteúdo útil e atraente

  • Quais são as perguntas mais comuns que a equipe de vendas e atendimento da sua empresa precisa responder? Estas perguntas e respostas são fontes valiosas para criar o conteúdo voltado aos clientes.
  • Não tenha receio das perguntas óbvias. O que é óbvio para você pode não ser para o seu cliente.
  • Consulte outros sites de vendas. O Mercado Livre, Grupos do Facebook, outros grandes sites que permitem comentários e avaliações de clientes são ótimas fontes de perguntas e dúvidas sobre os produtos.
  • Explique para QUEM SERVE e para QUEM NÃO SERVE determinado produto. E recomende a solução adequada para quem não serve. Isso também é um conteúdo muito útil.

Trabalhe com palavras-chave eficientes

Encontrar as palavras-chave certas é o segredo para classificar seu site de comércio eletrônico. Reserve um tempo para fazer pesquisas detalhadas de palavras-chave e escolher aquelas que se adequam à sua atividade. As palavras-chave de cauda longa podem realmente ajudar você a ter uma classificação alta em nichos específicos, onde seus concorrentes ainda não estão.

Essas palavras-chave atraem o tipo de tráfego que você está procurando e aumentam sua taxa de conversão. Pense em termos de consultas de usuários. As pessoas são bastante específicas e digitam consultas de conversação onde procuram algo. Você precisa pensar em suas palavras-chave em termos de intenção de pesquisa do usuário.

Como achar palavras-chave

Existem muitas ferramentas gratuitas e pagas fantásticas e complexas para isso. Eu mesmo uso algumas em meu trabalho de auditoria e análise de SEO.

Mas, eu sempre tendo a preferir diretamente o Google. Consulte as palavras-chave que ele mostra no autocompletar.

Exemplo: vamos supor que você tenha uma loja de eletrodomésticos e venda batedeiras de diferentes modelos e capacidades. Vá no Google e coloque algo como “batedeira para” e veja as diversas opções que ele mostra depois da sua palavra-chave. Depois, faça o mesmo, mas coloque o cursor ANTES da sua palavra chave, dê espaço e digite uma letra e veja as outras diversas recomendações que ele coloca:

  • Crie artigos falando das melhores batedeiras para massa de pão, pizza etc
  • Fale sobre a potência recomendada e linke aquelas que a sua loja oferece
  • Fale sobre as marcas e avaliações dos clientes etc

Use palavras-chave estratégicas no texto âncora

Usar o texto âncora para impulsionar seu SEO é uma boa solução. Seu site de comércio eletrônico está cheio de links apontando para suas páginas e você precisa otimizar sua âncora para maximizar seu potencial. Evite usar links apenas com “clique aqui”, que não deixam claro o destino final do usuário.

Obviamente, você não deve usar as mesmas palavras-chave em todos os textos âncora para evitar ser penalizado pelo Google. A inclusão de links de palavras-chave importantes nas descrições de seus produtos também pode levar os visitantes a páginas de produtos similares.

  • DICA: um bom texto para link DEIXA CLARO O DESTINO, o que vai acontecer depois que o usuário clicar no link. Exemplo: “conheça as melhores batedeiras para pães”

Evite conteúdo duplicado

O conteúdo duplicado pode ser um inimigo sério quando se trata de site de comércio eletrônico. Os sites de comércio eletrônico enfrentam muito esse problema, porque lidam com muitas descrições de produtos. Essas descrições são frequentemente fornecidas por um vendedor – vendedor que pode distribuir esses produtos para sites diferentes.

Resultado: sites de comércio eletrônico exibem descrições de produtos iguais ou bastante similares. Além disso, as opções de filtro e categoria podem causar problemas de conteúdo duplicado, porque esses filtros criam URLs diferentes com o mesmo conteúdo.

  • Evite descrições copiadas de outros sites
  • Evite repetir excessivamente descrições de produtos muito similares na sua loja
  • Faça uma auditoria técnica em sua loja virtual para identificar esse possível problema

Categorias e conteúdo duplicado

Uma das situações mais comuns de conteúdo duplicado ocorre nas categorias de produtos. Quando você tem duas categorias com praticamente os mesmos produtos, você gera duas páginas praticamente iguais aos olhos do Google (e para o usuário, provavelmente).

  • Que utilidade cada uma tem? O que oferece de diferente?
  • Como isso ajuda a entender meu site e a organização dos produtos?
  • Use categorias de forma inteligente e não redundante

Otimize as imagens do seu produto

As lojas de comércio eletrônico dependem de imagens. Elas são o fator desencadeante de uma venda. Suas imagens devem ser altamente qualitativas, atraentes e únicas. Mas, não basta ter ótimas imagens, especialmente se você quiser que os robôs as encontrem. As imagens têm um grande potencial de SEO, pois os resultados de pesquisa das Imagens do Google podem direcionar muito tráfego para o seu site.

  • Verifique se você preencheu a tag ALT, uma descrição na qual você pode adicionar palavras-chave valiosas e únicas.

Otimize sua URL para o rastreamento do Google

As URLs são mais importantes para o seu SEO do que parecem e não se trata apenas de URLs amigáveis. A estrutura das URLs otimizadas podem ajudar os robôs dos mecanismos de pesquisa a encontrar e rastrear seu site e saber do que se trata. As estruturas de URLs apropriadas também facilitam a indexação do site.

Não pense apenas no seu SEO para os mecanismos de pesquisa, mas também em termos de experiência do usuário!

Uma estrutura de URLs eficientes pode informar seus visitantes sobre o papel de cada página, melhorando a experiência deles. Além disso, uma boa experiência do usuário mantém seu público por mais tempo em seu site. Representa chances adicionais de convertê-los em clientes.

Veja se o tráfego está se convertendo em vendas

Embora o crescimento do seu tráfego seja uma coisa, converter essas visitas em vendas é outra coisa. Você precisa verificar se seus visitantes regulares estão se transformando em clientes pagos. O Google Analytics é uma boa ajuda para analisar seu tráfego e identificar pontos de melhorias. Assim, você pode determinar de onde vem o tráfego, os dispositivos usados, as pessoas com maior probabilidade de conversão, as conversões geradas por SEO etc.

Melhorar a usabilidade e a experiência do usuário (UX)

Facilite a navegação no site: não fruste o seu cliente que QUER COMPRAR mas NÃO CONSEGUE NAVEGAR pela sua loja virtual (seja por questões mais técnicas ou por falta de organização do conteúdo).

  • Teste sua loja virtual, sempre, em diferentes dispositivos.
  • Contrate uma plataforma que a usabilidade seja uma das prioridades.
  • Utilize caminhos de navegação (breadcumbs) claros.
  • LINKE AS PÁGINAS E OUTROS PRODUTOS E CATEGORIAS NA DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS.
  • A linkagem interna também ajuda (e muito) o Google a rastrear o seu site. Isso também ajudará os bots a rastrearem seu site.

Evite links quebrados, mas tenha uma boa página de erro 404

É normal uma loja virtual ter links quebrados, de produtos indisponíveis etc. O Google não vê problemas nisso.

A questão é: o que você pode fazer para isso ser uma boa experiência para o usuário? Diminuir a chance de desistência do usuário?

Você deseja oferecer a melhor experiência possível aos seus visitantes. Clicar em uma página específica e aterrar em uma “Página 404 não encontrada” certamente não é o resultado que você esperava. Você deve executar rastreamentos regulares para detectar se você tem problemas 404. Ter muitos deles pode ser um desastre para o seu negócio.

  • Não redirecione links quebrados para a HOME da loja virtual, isso é uma péssima prática de SEO
  • Crie uma página 404 simples e útil, destacando a busca interna e os canais de atendimento (chat, email, Whatsapp, etc)
  • Ao tornar um produto indisponível, avalie as seguintes opções:
    • Criar uma página de espera, onde o usuário pode deixar seu email e receber uma notificação quando o produto estiver disponível.
    • Oferecer outros produtos similares ou equivalentes, quando eles existirem na loja.
    • Redirecionar para a página de categoria do produto, caso seja interessante para o usuário.

Por Gustavo Rodrigues da Silva

É especialista em SEO e Ads. Trabalha a mais de 10 anos com comunicação, design e marketing. Oferece consultoria à diversas empresas e instituições com o objetivo de melhorar seus sites, presença online, entendendo a intenção e comportamento de buscas na internet e como criar os melhores conteúdos e resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *