Categorias
SEO

Afinal, o que é SEO básico?

Muitos clientes vêm até mim pedindo um serviço de SEO básico para seus sites. Ok, mas o que é SEO básico afinal?

A primeira ideia que temos de SEO é conferir como está o básico das palavras-chave, tags, títulos, H1, sitemap, etc e fazer uns backlinks fundamentais para o site, não? Sim, isto é importante e deve ser visto.

Mas, SEO tem seu nível de complexidade. Some isso ao enorme ruído ao redor do que “funciona para melhorar seu posicionamento no Google” e a confusão está feita.

Neste artigo, explico o que é o básico em SEO, considerando a experiência de usuário (UX).

Resolvi falar sobre SEO básico principalmente depois de refletir sobre este tweet do Pedro Dias, ex-googler e grande palestrante sobre o tema:

TraduçãoO maior problema em SEO é não fazer o básico bem feito! Você precisa se sobressair e executar de maneira perfeita o básico antes de se aventurar em tarefas e estratégias mais complexas. Construa suas fundações tão sólidas quanto você puder, e nenhum vento forte o pegará desprevenido.

Concordo 100% com a afirmação do Pedro, tanto é que a retweetei. Logo, me dei conta de como a noção de “básico” vai mudando e se ampliando conforme a tecnologia e o comportamento do usuário mudam:

Mas, afinal, o que é SEO Básico?

Precisamos entender que a ideia de “básico” vai mudando. Fiz um vídeo no meu LinkedIn sobre isso. Basta olhar como era a nossa relação com a internet há alguns anos e como é hoje. Da mesma forma, a nossa relação com as buscas que fazemos mudou junto com o Google.

E isso envolve sim a parte técnica dos sites e a capacidade do Google de processar as informações, mas também a nossa forma de usar a internet e as buscas.

SEO não é só palavras-chave e backlinks.

Gustavo Rodrigues da Silva

Se isso já era verdade antes, é ainda mais verdade hoje e será no futuro, dada a variedade de possibilidades da nossa relação com a internet.

Veja, por exemplo, a mudança no site da BBC News em 1999 e hoje, 2019. Antes, um site em HTML simples, construído para ficar visível em alguns tamanhos de tela desktop. Isso já era o suficiente para suprir as necessidades do usuário. Hoje, o MESMO SITE precisa se adaptar para muitos contextos e necessidades diferentes (telas, dispositivos, velocidades de conexão, etc).

Site da BBC News em 1999 e em 2019. O que era básico antes e o que é básico hoje?

Some-se a isso uma imensidão de outras possibilidades que surgiram nesse período: redes sociais, aplicativos, notificações, newsletters, dados estruturados, PWA (Progressive Web App), AMP (Accelerated Mobile Pages).

O que era básico em 1999 e o que é básico em 2019?

Básico para o Google e para o usuário

Básico para o Google é não atrapalhar o trabalho do Google. Um site sem erros técnicos, rastreável, organizado de forma lógica e coerente. Como resultado das buscas, o Google oferece o melhor que ele pode em base ao melhor que ele tem. Se o seu site não ajuda o Google a te entender, ele não faz mágica.

Básico para o usuário é estar de acordo as necessidades dele, considerando o seu contexto e as suas expectativas. Faça o possível para pensar como o usuário, para compreender sua INTENÇÃO DE BUSCA em cada momento. Ofereça um conteúdo e um site que estejam de acordo.

O Google está oferecendo cada vez menos “resultados de busca” e cada vez mais “respostas” ao usuário.

O Google conhece muito bem como um usuário se comporta diante de um site que realmente responde suas perguntas. Construa um site bem organizado, lógico, que ajuda o usuário a achar o conteúdo que precisa. Assim, o Google entenderá do que se trata e dará o devido valor. Ou seja, isso influencia no SEO.

Falo tanto sobre o Google, pois hoje ele representa 97,54% das buscas no Brasil! Confira neste gráfico do Statista.

Marketshare do Google no Brasil

Por isso, falar de SEO é praticamente sinônimo de falar de Google no Brasil.

O que é básico para o seu público?

Vamos pensar nisso antes de sair montando sites “para o Google”. Pense no que vai fazer o seu público chegar ao seu site e, principalmente, querer voltar a acessá-lo.

As pessoas buscam o seu site para resolver problemas e encontrar respostas para tomar decisões. Pense o seu conteúdo desta forma. Esteja de acordo com as melhores práticas do Google.

Daí sim, comece a pensar em técnicas mais sofisticadas de SEO.


Trabalho há vários anos como Consultor de SEO, auxiliando empresas a tornarem seus sites mais eficientes para o usuário e para o Google. Vamos criar um site capaz de ajudar o usuário e o Google. Converse comigo para levar seu site a outro nível de eficiência.

Tenho feito uma série de vídeo no meu canal do Youtube sobre SEO. Confira o vídeo que fiz sobre o tema:

Por Gustavo Rodrigues da Silva

É especialista em SEO e Ads. Trabalha a mais de 10 anos com comunicação, design e marketing. Oferece consultoria à diversas empresas e instituições com o objetivo de melhorar seus sites, presença online, entendendo a intenção e comportamento de buscas na internet e como criar os melhores conteúdos e resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *