Categorias
SEO

Atualização BERT do Google

O lançamento do BERT pelo Google causou um grande tumulto em todo o setor de SEO, uma vez que o consideravam “a atualização mais importante em cinco anos”. Esta atualização específica, chamada BERT, afeta oficialmente 10% das consultas de pesquisa. 

Esse já é um número enorme, já que existem milhões e milhões de pesquisas feitas todos os dias. Então, o que exatamente é a atualização do BERT, como isso afetará o cenário de SEO e como podemos, como editores de sites, otimizar melhor nossos sites para esta atualização de algoritmo?

Eu sou especialista em SEO para empresas, se você precisar de uma auditoria no seu site ou loja virtual, entre em contato comigo para uma avaliação e orçamento de SEO.

O que o Google falou sobre esta atualização:

“Essas melhorias são orientadas para melhorar o entendimento da linguagem, principalmente para consultas de linguagem / conversação mais naturais, pois o BERT é capaz de ajudar a Pesquisa a entender melhor as nuances e o contexto das palavras nas Pesquisas e a corresponder melhor a essas consultas com resultados úteis.

Particularmente para consultas mais longas e com mais conversação ou pesquisas em que preposições como “para” e “para” importam muito para o significado, a Pesquisa poderá entender o contexto das palavras em sua consulta. Você pode procurar de uma maneira que pareça natural para você. ”

Google

O que é o BERT?

O algoritmo BERT (sigla de Bidirectional Encoder Representations from Transformers) é um algoritmo de aprendizado profundo relacionado ao processamento de linguagem natural. Ajuda uma máquina a entender o que as palavras de uma frase significam, considerando todas as nuances do contexto.

Processamento de linguagem natural (PNL)

É uma tecnologia baseada em rede neural para o Processamento de linguagem natural (PNL) que foi aberta pelo Google no ano passado. No blog sobre Inteligência artificial o Google já comentava das vantagens do BERT, comparado a outros porcessadores de linguagem natural.

Na imagem abaixo, vemos uma representação gráfica da arquitetura de rede neural do BERT em comparação com os métodos de pré-treinamento contextual. Enquanto os outros modelos são “unidirecionais”, eles reforçam que o BERT é profundamente “bidirecional”, ou seja, é capaz de uma relação mais cuidadosa dos termos e conceitos trabalhados em uma pesquisa. Algo que a linguagem natural humana é capaz de captar com certa facilidade.

A atualização do Google BERT

O BERT não é necessariamente uma atualização dos algoritmos atuais do Google, mas é uma técnica para melhorar a PNL. Ele permite que o Google processe palavras em consultas de pesquisa em relação a todas as outras palavras contidas na consulta – ao contrário do processo palavra por palavra que o Google já utilizava anteriormente. 

Por esse processo, o Google tem mais capacidade de entender todo o contexto de um termo contido na consulta de pesquisa. Isso significa que a aplicação do modelo BERT do Google permite que eles trabalhem melhor, ajudando os usuários a encontrar informações úteis, mesmo que sua busca tenha “nuances” mais sutis de compreender.

O alvo principal do modelo BERT são “consultas mais longas e mais conversacionais”, onde pequenas palavras afetam bastante o significado da consulta – no meu entendimento, essas são, na maioria das vezes, palavras-chave de cauda longa

No momento, o BERT está afetando 10% das pesquisas nos EUA e atualmente é aplicável apenas aos snippets em destaque em outros idiomas. 

Aqui está um exemplo que o Google usou para destacar o efeito do modelo BERT:

Tem um exemplo interessante apresentado pelo Google. Antes do BERT, o termo “to” (equivalente a para, em inglês) não era claramente compreendido. Assim, o resultado apresentava algo que era o contrário do esperado: dicas para quem ia dos Estados Unidos do Brasil, quando a intenção era obter informações sobre a ida do Brasil para os Estados Unidos. Ou seja, o BERT ajuda a entender essas nuances.

Dito isto, o BERT não entrará necessariamente em jogo para todas as consultas de pesquisa. Em vez disso, será usado consulta a consulta e, dependendo da consulta, um ou todos os métodos acima podem ser usados. 

O BERT afetará os resultados da pesquisa orgânica e os snippets em destaque. 

Como você pode otimizar para o BERT

Segundo o Google, a otimização para o BERT é impossível, pois “não há nada a otimizar”. 

É um eco direto à declaração deles durante o lançamento do RankBrain. No entanto, eu digo que você deve olhar além das palavras e ver para qual direção elas apontam. Sempre podemos ver as coisas de forma mais criativa e única que nos permite criar estratégias que ajudarão nosso site a navegar pelos algoritmos em constante mudança do Google.

Com isso dito, aqui estão algumas estratégias (simples) que podem ajudá-lo com a recente atualização do BERT. A síntese é esta abaixo, explicada mais detalhadamente nos parágrafos a seguir:

  • Tenha um conteúdo mais simples, direto e sucinto
  • Pense menos em palavras-chave e mais em conceitos, tópicos, e forme “clusters” de conteúdo ao redor disto
  • Escreva de forma mais específica, menos ampla, quando possível
  • Pense sempre na intenção de busca do usuário

Conteúdo mais simples e sucinto

Vale lembrar que a contagem de palavras não é tão importante quanto você pensa e está diretamente relacionada à escrita para responder à consulta de um usuário. O Google sempre lembrou aos editores de sites que deveriam escrever para os usuários – não para os mecanismos de pesquisa. 

Obviamente, ainda existem alguns editores que colocam o SEO Técnico de seus sites e conteúdos como o aspecto mais importante. Se você é um dos editores que ainda se concentra na densidade de palavras-chave, no posicionamento de palavras-chave e outros fatores assim, sem dar importância à qualidade e à “naturalidade” do seu conteúdo, pode estar perdendo as atualizações recentes de algoritmos do Google.

O BERT se concentra no contexto das palavras usadas nas frases (ou grupo de frases) que você usou no corpo do seu conteúdo. No entanto, no final das contas, o BERT ainda é apenas um processo usado pelas máquinas e elas podem entender muito. Nosso papel como editores é fornecer conteúdo simples e sucinto.

Uma dica simples pode ser escrever “para um adolescente entender” seus textos.

Aqui estão alguns indicadores a serem considerados sempre que você escreve seu conteúdo:

  • Evite palavras floridas, com alto teor de interpretação e desnecessárias
  • Seja o mais direto e claro possível
  • O conteúdo deve conter informações novas e úteis, que sejam úteis para os leitores

Ao fazer isso dessa maneira, você não apenas otimiza seu conteúdo para os usuários, mas também ajuda os mecanismos de pesquisa a entender melhor o conteúdo que está lançando. 

Clusters de tópicos

Aqui está a justificativa para o foco em clusters de tópicos: ser visível para um tópico específico é muito melhor do que classificar para uma palavra-chave específica. 

Com o uso de clusters de tópicos, é possível criar sinais para os mecanismos de pesquisa de que você é uma autoridade para um determinado tópico que abrange uma ampla variedade de palavras-chave de cauda longa.

Isso tende a aumentar as posições do site, o que acabará superando o tráfego que você está recebendo por apenas algumas palavras-chave com alto tráfego e alta dificuldade. 

(Fonte da imagem:  HubSpot )

Seja específico com as palavras-chave ou consultas direcionadas

Um dos principais desafios dos SEOs para o BERT é que esta atualização não é sobre como o Google entende o conteúdo dos sites, mas é para entender melhor o que exatamente o usuário está procurando. 

Isso significa que a chave aqui é ser mais específico nas consultas ou perguntas que seu conteúdo deseja responder.

É semelhante a começar um negócio. Quando você é um empreendedor, pense em um negócio que atenda às necessidades, porque esses são os tipos de negócios que são lucrativos. 

O mesmo com o conteúdo. O melhor conteúdo é aquele que responde e satisfaz as necessidades dos usuários, na FORMA e TEMPO melhor para eles..

Tenha em mente a intenção do usuário

O foco aqui deve ser o de melhorar a qualidade do conteúdo com base na intenção dos usuários. Isso torna o Mapeamento de público-alvo uma área de foco em SEO mais uma vez. O conteúdo criado para um site deve se qualificar para seu público-alvo e, portanto, a apresentação do conteúdo e seu estilo agora desempenharão um papel significativo no SEO.

Coloque-se no lugar de um pesquisador. Se você está procurando um laptop, quais seriam as palavras exatas que procuraria? Quais resultados de pesquisa você espera ver? 

O problema é que geralmente removemos palavras de parada ou pronomes das palavras-chave que estamos direcionando, pensando que é assim que as pessoas pesquisam. Muitas vezes esquecemos palavras-chave de cauda longa, termos de pesquisa cheios de palavras intermediárias, mas é exatamente isso que o BERT está tentando realizar.

Em vez de usar ferramentas de pesquisa de palavras-chave, use os seguintes recursos da SERP para pesquisar conteúdo:

  • Preenchimento automático do Google
  • As pessoas também perguntam
  • Pesquisas relacionadas

As consultas que refletem nessas áreas no resultado da pesquisa são o espelho do que as pessoas pesquisam e de como as pessoas pesquisam; portanto, use-as como pistas sobre como você escreve seu conteúdo.

A importância dos snippets em destaque para o BERT

Com a atualização do BERT, o conteúdo que responde imediatamente a uma pergunta tem uma chance maior de ser um snippet em destaque.

Então, como seu conteúdo pode ter a chance de ser um snippet em destaque? Fazendo estas coisas:

  1. Formate seu conteúdo corretamente – isso significa que você deve usar títulos, subtítulos, listas e legendas corretamente, para que o Google o transforme em um snippet em destaque.
  2. Tenha uma seção de perguntas frequentes, onde as perguntas são títulos e as respostas estão diretamente abaixo, como um parágrafo curto (40 a 50 palavras).
  3. Para tutoriais, receitas e informações do tipo lista, use um formato passo a passo usando listas numeradas ou com marcadores.
  4. Responda a perguntas diferentes relacionadas ao tópico do artigo.
  5. Pesquise palavras-chave que as pessoas estão realmente procurando.

Com essas estratégias, você aumenta a qualidade do seu conteúdo e as chances de chegar à posição zero, que é o que os especialistas chamam de local dos snippets em destaque.

Conclusão sobre o BERT e o SEO

O BERT não é uma grande surpresa, pois o Google lança continuamente atualizações relacionadas a uma experiência de pesquisa muito melhor para os usuários. Suas atualizações recentes se concentram em uma coisa: fornecer informações e respostas úteis, informativas, com autoridade, com curadoria de especialistas e precisas para os usuários. 

Lembre-se de que o BERT ainda não foi aplicado a mercados de pesquisa estrangeiros como o Brasil, além dos cartões de snippets em destaque. No entanto, com o passar do tempo, não há motivo para o Google não aplicá-lo aos mercados de pesquisa em diversos idiomas como o português. 

Perguntas frequentes sobre a atualização do Google BERT

  1. A atualização BERT do Google afeta as buscas em português do Brasil?

    A resposta é não. Atualmente algoritmo o BERT é usado para o ranking geral em pesquisas em inglês dos EUA. No entanto, nos próximos meses, o suporte será estendido para mais idiomas. Dito isto, o Google não possui uma linha do tempo clara do lançamento da Atualização BERT para outros idiomas.

  2. Quando a atualização BERT foi implementada?

    O BERT começou a ser implementado nas pesquisas no idioma inglês em 21 de outubro de 2019. Há um plano para aplicar o BERT em outros idiomas, mas o Google não forneceu um cronograma definido.

  3. A atualização BERT afeta a exibição dos featured snippets?

    Sim. O Google confirmou que a Atualização BERT fará grandes alterações na maneira como os usuários verão os snippets em destaque em 24 países onde o recurso está disponível agora. Os usuários verão melhorias significativas nos Snippets em destaque que aparecem em idiomas como coreano, hindi e português.

  4. Como otimizar meu site para o BERT?

    Não há nada uma “otimização de SEO para BERT”. O googler Danny Sullivan deixou claro que não há nada específico para otimizar para o BERT nos sites ou conteúdo. No entanto, como foi dito no artigo acima, ele reiterou que o ponto crucial da atualização está na criação de conteúdo de qualidade para os usuários finais.

  5. Se a atualização BERT é tão importante, porque não estão falando muito sobre ela?

    O Google classificou a Atualização BERT como “o maior salto à frente nos últimos cinco anos e um dos maiores saltos à frente na história da Pesquisa”. Provavelmente o é do pnto de vista da inteligência e linguagem de máquina. Entretanto, na prática, houve menos flutuação nos resultados de busca que o “esperado”, seja positivo ou negativo. O BERT afeta principalmente as consultas de pesquisa conversacional, que tendem a ser longas, em vez de “palavras-chave curtas”. A maioria das ferramentas de monitoramento de ranking não é tão boa em capturar esse tipo de pesquisa, logo, é difícil determinar o impacto da atualização BERT.

  6. O Google usa o algoritmo BERT para todas as pesquisas?

    O BERT aprimorará o entendimento do Google de cerca de 1 em cada 10 pesquisas nos EUA em inglês. Particularmente para consultas conversacionais e mais longas e pesquisas em que preposições adicionam significado a uma frase, ou seja, a pesquisa poderá capturar o contexto de forma mais correta. No entanto, consultas mais curtas, como pesquisas de marca e uso de palavras-chave mais curtas, são duas situações em que o processamento de linguagem natural do BERT pode não ser necessário. Em breve teremos o BERT nas buscas do Brasil, mas não há data oficial para isso.

  7. Quais serviços do Google podem ser afetados pelo BERT?

    Embora o Google tenha anunciado que a atualização do BERT será limitada apenas à Pesquisa, também pode haver algum efeito no Assistente do Google, voltado especialmente para pesquisas por voz.

Trabalhe com as atualizações, não contra elas

Diferentemente das atualizações anteriores, o BERT oferece uma oportunidade para os criadores de conteúdo escreverem para humanos e não se restringirem ao conteúdo baseado em palavras-chave.

Como mencionado anteriormente, há mais liberdade para usar vários termos, referindo-se a um único tópico. O BERT parece se aplicar mais a consultas “informativas”, que geralmente são perguntas que começam com o que, quando, onde, quem, por que e como. 

Isso significa que há muito espaço para os produtores de conteúdo responderem perguntas básicas, porém específicas, em seu nicho, sejam portais de notícias, lojas virtuais, sites de avaliações e muito mais.

Contratar especialista em SEO

Se você quer otimizar o seu site para o Google, você não precisa de um “especialista em BERT”. Novas atualizações virão, mudando ou aperfeiçoando o cenário de buscas e o BERT “será passado”.

Você precisa contratar um especialista em SEO que entenda do seu negócio, seus objetivos, que compreenda seu público alvo e pense a longo prazo

Eu trabalho oferecendo serviços de consultoria de SEO e já ajudei centenas de empresas a posicionarem seus sites melhor nas buscas e estarem mais alinhados às necessidades dos seus clientes. Entre em contato comigo para uma auditoria e orçamento de SEO.


Leia também:

Por Gustavo Rodrigues da Silva

É especialista em SEO e Ads. Trabalha a mais de 10 anos com comunicação, design e marketing. Oferece consultoria à diversas empresas e instituições com o objetivo de melhorar seus sites, presença online, entendendo a intenção e comportamento de buscas na internet e como criar os melhores conteúdos e resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *